Estética

Conheça os supernutrientes que ajudam a secar o corpo


Cortar um grupo alimentar aqui, diminuir uma porção ali, passar dias comendo apenas salada… Muita gente acredita que fechar a boca e se privar de determinados alimentos é a melhor alternativa para conquistar uma silhueta enxuta. Mas para emagrecer de maneira saudável e duradoura é fundamental que o organismo esteja funcionando a pleno vapor. E, para isso, nenhum nutriente deve ser eliminado. “Cada um deles possui funções específicas e complementares. Não existe um que seja mais importante do que o outro”, afirma Flávio Alberto, nutricionista do Hospital Barra Day, no Rio de Janeiro (RJ).

Segundo ele, para deixar o funcionamento do organismo tinindo, o ideal é fazer a ingestão diária de até 300 g de carboidratos, 75 g de proteínas, 55 g de gorduras totais, 22 g de fibra alimentar e 2.400 mg de sódio. Estes são os valores diários de referência recomendados pelo Ministério da Saúde. Quando ingeridos nessa proporção, esses nutrientes ajudam a manter ossos e musculatura saudáveis, a fortalecer o sistema imunológico, a prevenir doenças e até a minimizar a ansiedade e a irritabilidade.

De acordo com Karina Hass, nutricionista pela Universidade Estadual de Campinas (SP), quando o organismo está bem nutrido, até emagrecer fica mais fácil. “A interação das substâncias essenciais para o corpo é responsável por dar suporte às necessidades diárias dos indivíduos. Por isso, quando tudo funciona bem, o processo de emagrecimento é mais rápido”, explica a especialista. Mas além dessas substâncias indispensáveis que listamos, existem outros supernutrientes capazes de potencializar o funcionamento do corpo e garantir a perda de peso. É testar e aprovar!

1. Cetonas de framboesa que chapam a barriga

Por que funciona: elas possuem efeito termogênico, elevando a temperatura corporal, e aumentam a liberação de adiponectina, hormônio responsável por acelerar o metabolismo das gorduras e regular a glicose. “Quanto maiores os níveis desse hormônio, menor a gordura corporal e o apetite e maior a energia e a disposição”, conta Maísa Magalhães, nutricionista de São Paulo (SP). Além disso, as cetonas da framboesa inibem a lipase pancreática, substância relacionada à digestão das gorduras. Dessa forma, as gorduras não são absorvidas pelo organismo e acabam sendo eliminadas nas fezes.

Comprove os resultados: as cetonas reduzem a gordura de modo geral, mas agem principalmente sobre a gordura abdominal, que é justamente a mais resistente durante o emagrecimento.

Onde encontrar: são abundantes na framboesa.

Quanto consumir: de 100 mg a 200 mg/dia. Exige suplementação, pois para atingir a quantidade recomendada, seria necessário consumir muitos quilos da fruta.

2. DHA dos peixes diminui a fome fora de hora

Por que funciona: o ácido docosahexaenoico (DHA) é um ácido graxo semelhante ao ômega 3 e melhora a ação da insulina, evitando alterações bruscas nos níveis do hormônio, processo que influencia no aumento da fome. Além disso, conforme explica a nutricionista Karina Hass, a substância modula a ação da leptina, hormônio responsável pela sensação de saciedade.

Comprove os resultados: em todas as partes do corpo.

Onde encontrar: em peixes, como o salmão, o cação, a merluza e o atum. Linhaça também contém a substância.

Quanto consumir: 200 mg por semana. Essa quantidade equivale a duas porções de 100 g de cação ou merluza.

3. Cafeína, pra quem quer definir a silhueta

Por que funciona: possui efeito termogênico, ajudando a acelerar o metabolismo e, logo, a aumentar o gasto energético.

Comprove os resultados: age afinando a silhueta por completo.

Onde encontrar: está presente no café, no chocolate, no chimarrão, nos chás preto e verde, no guaraná, nas bebidas energéticas e nos refrigerantes à base de cola. “É importante escolher fontes de qualidade, ou seja, saudáveis, pois muitos alimentos industrializados contêm essa substância em sua composição”, aconselha Karina Hass.

Quanto consumir: entre 3 mg e 6 mg/kg ao dia. Para uma pessoa de 50 quilos, essa quantidade seria equivalente a cerca de três xícaras diárias de café. Pessoas que praticam atividade física intensa podem ter que suplementar a cafeína, o que deve ser feito sempre com a orientação de um nutricionista.

Fonte: http://corpoacorpo.uol.com.br/dieta/nutricao/conheca-os-supernutrientes-que-ajudam-a-secar-o-corpo/11627


A diretoria da Amy é formada por profissionais que reúnem experiência de mais de 25 anos no mercado, adquirida em uma das mais conceituadas farmácias de manipulação de São Paulo. Durante todos esses anos, consolidamos um método de trabalho que se baseia em princípios indispensáveis, como ética, confiabilidade e comprometimento. Desenvolvemos também a capacidade de entender exatamente como o cliente quer ser tratado.